Jovens dedicam suas vidas para fazer missões: “Que a gente possa ter o caráter de Jesus”






Em um mundo onde milhares de pessoas ainda não ouviram falar de Jesus, o trabalho realizado por jovens que dedicam suas vidas ao ministério evangelístico é fundamental para alcançar essas vidas. É pensando nisso que alguns estão dispostos a abrir mão do conforto moderno para levar o evangelho para outros países do mundo.

“Eu espero coisas novas no Senhor, muito aprendizado e sobre tudo ser como Jesus. A gente vê que a África é um lugar carente de amor. Eu quero ir para lá ser família. E que a gente possa ter o caráter de Jesus em tudo que fizer.”, disse um voluntário, integrante do projeto Radicais África e Haiti, da Junta de Missões Mundiais.

Eles estão seguindo a orientação de Eclesiastes 12:1; “lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade”, tendo a disposição de encarar situações desafiadoras em países onde a perseguição religiosa aos cristãos é um realidade, por amor a Jesus Cristo.

“Que vidas possam ser alcançadas pra Cristo e que haja uma transformação não só de vida em conhecer Jesus, mas também social. Que eles possam aprender alguma coisa com a gente e a gente possa aprender com eles também.”, completa o jovem.

Ávila Alves, integrante do Radical Haiti, disse que não vê a hora de retornar ao campo missionário. Ela explica que grande parte do evangelismo está no testemunho, prestando auxílio para às pessoas mais necessitadas, fazendo com que suas atitudes abram o caminho para o encontro de outras vidas com Cristo.

“Eu fui em janeiro em uma viagem voluntária e saí de lá com muita vontade de voltar. Eu espero que a gente possa influenciar com as nossas atitudes, amando, servindo… pois esse é o maior testemunho que temos”, disse ela.
Eis-me aqui Senhor

Para Lucas Valença, servir como missionário para Deus requer a disposição de ouvir o que o Senhor tem a dizer e estar pronto para ir ao lugar que Ele mandar. É uma entrega total da própria vida em função do Reino de Deus.

“Falei para o Senhor: eu amo pessoas, amo conhecer lugares. Mas eu não sei qual é o seu plano na minha vida. O Senhor sabe quem eu sou, me conhece. Se mesmo assim Ele quiser me usar, a decisão é Dele. E hoje eu estou aqui para honra e glória Dele”, conclui o jovem.